Jogos online estimulam a economia asiática

por Milorad Matejic em 15 de Abril de 2011

Os jogos online começaram a tornar-se cada vez mais um negócio por volta do ano 2000 com a explosão do famoso jogo World of Warcraft. Hoje em dia, este mercado cresceu de tal forma que começa a ser uma forma de emprego e estimula fortemente a economia de um país. A Ásia é um dos continentes onde mais fortemente se verificou este fenómeno.

Jogos economia asiaticaNa prática, o que acontece é que jogadores deste tipo de jogos são pagos para jogar, numa afirmação genérica. Jogos como o World of Warcraft baseiam-se na evolução de caráteres fictícios, onde dentro do próprio jogo circula dinheiro fictício com o qual se podem comprar itens diversos.

Muitos jogadores são pagos por determinadas agências que trabalham no setor para serem responsáveis por gerir o seu caráter, proporcionar a sua evolução, e mais tarde itens do jogo e os próprios caráteres são vendidos geralmente a países ocidentais.

Por outro lado, algumas destas companhias estão ainda a oferecer dinheiro a pessoas de alguns países mais desfavorecidos para seguirem as suas páginas em redes sociais como o Facebook e Twitter.

Este negócio é de tal forma significativo que tem um volume de mercado que atinge já os cerca de três mil milhões de dólares. A acrescentar ao fato do volume de negócio conseguido, há ainda o fato de o dinheiro, na sua maioria, ficar dentro da Ásia ou dentro do próprio país onde se encontra em atividade determinada agência. Tal fato contribui de forma bastante significativa para o desenvolvimento da economia de alguns países asiáticos, pois acaba por ser uma nova forma de ver o mercado onde o investimento necessário acaba por não ser demasiado arriscado e os lucros são definitivamente de valores muito elevados.

O fenómeno em questão verifica-se atualmente, por exemplo, na China. Aqui alguns jogadores são pagos à hora em cerca do dobro do valor do salário mínimo pela mesma hora de um trabalhador em part-time.

Comentários

Deixe um comentário