Receba 10€ grátis no primeiro casino online legal em Portugal. Registe-se no Estoril Sol Casinos já!

Homens preferem ter iPads em vez de mulheres?

Na sequência do tão anunciado e aclamado lançamento do iPad 3, um site colocou na sua página um inquérito supostamente desprentensioso e leve com o intuito de aferir o quanto os seus utilizadores eram fãs do produto.

As questões que colocaram faziam ponte entre a utilização, possuir um equipamento e as relações pessoais. Surpreendente foi o resultado!

As revelações do inquérito

– um em cada 10 homens solteiros, livres e descomprometidos, deram preferência a adquirir o novo iPad a iniciar um novo relacionamento afetivo com uma mulher;
– 3% da amostra masculina afirma que deixariam a atual companheira se, em troca, recebessem como presente um iPad;
– 71% da amostra masculina refere que antes de conhecer pessoalmente uma mulher preferem trocar impressões com a mesma, e conhecê-la, através da aplicação FaceTim.

Amor na bancadaPor outro lado, 84% da amostra feminina também inquirida, preferem um novo parceiro a um iPad.

Importante é também saber que 11% da amostra masculina tem formação académica superior ao nível do bacharelato.

De toda a amostra, quer masculina quer feminina:
– 44% responde já ter usado a Internet para resolver problemas na relação;
– 15% fazem uma consulta regular a sites que se dedicam ao aconselhamento sobre relacionamentos.

O site fez questão de emitir um comunicado na voz do seu representante: “O produto da Apple tem uma grande variedade de funções, é verdade, mas nem mesmo a sua última versão, com os seus avanços, consegue substituir a sensação que temos quando nos apaixonamos – mas parece que muitos homens escolhem ignorar este fato”.

Nós, por aqui, apostamos que esta afirmação não contribuiu para que nenhum dos inquiridos tenha mudado a sua opinião!

Sabemos que a Internet contribuiu de uma forma positiva para que indivíduos com capacidades deficientes quanto ao relacionamento humano começassem a interagir com outras pessoas, pessoas estas com que de outra maneira jamais interagiriam por falta de coragem, pela distância geográfica, por inúmeros motivos. Mas, substituir o relacionamento humano direto por um chat?

Por nós, a grande conclusão do inquérito deveria ser que a grande maioria dos inquiridos não entende a finalidade desta tecnologia. A Internet foi (também) criada para aproximar pessoas, não para se substituir a elas.

E vocês?

Comentários

Deixe um comentário