Receba um bónus de até R$4800. Registe-se no Jackpot City Casino já!

O problema dos casinos clandestinos em Portugal

O jogo é uma das atividades mais antigas da história humana, sendo igualmente uma das que oferece maior diversão. Contudo, sendo jogos de azar, implicam sobretudo perdas de dinheiro por parte do jogador.

Por essa razão, o jogo é das atividades mais fiscalizadas e controladas a nível mundial. Essa fiscalização e esse controlo têm por objetivo proteger acima de tudo o jogador.

Contudo, há sempre locais que tentam fugir a essa fiscalização, promovendo o jogo ilegal. Em tempos de crise, geralmente aumenta também a procura pelo jogo, numa tentativa de dar a volta à situação pessoal.

Essa procura não ocorre apenas em salas legais, mas também em salas ilegais.

Casinos ilegais em Portugal

Casinos ilegais em Portugal

Existem muitos locais em Portugal onde se joga de forma ilegal, sobretudo na zona norte. Há até verdadeiros casinos clandestinos, com mesas de jogo e máquinas de slot.

Para combater o jogo ilegal, a ASAE (Autoridade de Segurança Alimentar e Económica) criou brigadas especializadas que procuram detetar e fechar esses casinos fora da lei.

Para um local ser considerar um casino clandestino, tem de ter determinadas condições. Assim, para que um local de jogo ilegal ter este rótulo necessita de ter pelo menos uma mesa de jogo de cartas (como o poker) e várias máquinas de slots.

Contudo, o problema dos casinos clandestinos não se resume a estas casas, já que qualquer café ou estabelecimento onde haja alguma máquina de jogo está a transgredir a lei.

Desde que a brigada especial da ASAE foi criada, há dois anos, já foram chegados 25 casinos clandestinos, além de apreendidos centenas de máquinas de jogo.

Denúncias chegam diariamente

Diariamente, esta brigada especial da ASAE recebe em média 25 denúncias de situações de jogo ilegal, vindas sobretudo de mulheres, mães, esposas e avós, que vêm os seus filhos, maridos e netos a gastar todo o seu dinheiro em salas de jogo ilegal.

Rute Serra, diretora da Unidade Norte da ASAE, em declarações à comunicação social, explica que o problema do jogo ilegal é transversal na sociedade, contando com jogadores de classes baixas, médias e altas.

Contudo, a sua distribuição pelos locais de jogo altera-se consoante os seus rendimentos. Assim, os jogadores de classe média alta e alta jogam sobretudo em casinos clandestinos em zonas urbanas. Já o jogo ilegal com máquinas de jogos ocorre sobretudo em zonas rurais, com jogadores de estratos mais baixos.

Problemas que envolvem o jogo ilegal

Há vários problemas relacionados com o jogo ilegal, dos quais se podem destacar a perda de receitas fiscais pelo estado, e sobretudo, pela falta de controlo da prática do jogo e a falta de proteção ao jogador.

Quanto ao primeiro, estima-se que por ano o estado português não receba nos seus cofres uma verba a rondar os 146 milhões de euros em impostos devidos à prática do jogo. É um montante importante, que foge ao controlo do estado, enriquecendo ilicitamente empresários do ramo.

Mas o problema maior centra-se no próprio jogador, que fica desprotegido num casino ilegal. Além de não haver qualquer controlo sobre a fiabilidade do jogo de azar, fica também à mercê de situações de agiotismo.

Num casino clandestino, é muito mais fácil um jogador envolver-se em situações de empréstimos com juros altíssimos, apenas para continuar a jogar, e na maioria das vezes, perder.

Jogue legalmente

Atualmente, a quantidade de casinos online é enorme, tendo à sua disposição, à distância de um clique, de salas de jogo credenciados e de confiança.

Se quiser jogar de uma maneira legal, então visite a nossa página com casinos online autorizados em Portugal.

Hoje em dia não existe a necessidade de recorrer a um casino ilegal para poder jogar e divertir-se. Se quer jogar e divertir-se num casino, registe-se num dos muitos casinos online em português disponíveis na Internet.

Comentários

  • Bom dia

    Aqui no Brasil o jogo é proibido, porém a clandestinidade é imensa e as máquinas estão falindo milhares de famílias, eu mesmo sou viciado a muitos anos e perdi tudo, o governo não legaliza e não acaba com o jogo ilegal que está enriquecendo criminosos e policiais corruptos, enquanto os usuários acabam com as suas vidas tentando recuperar o que lhes fora tirado indevidamente, pois as máquinas são programadas sem critério técnico ou moral.

    Responder

Deixe um comentário